Santiago do Chile - Chile

Santiago do Chile

É raro, mas acontece. Um país que tem de tudo um pouco, que atrai até o viajante mais exigente. É que quando a tarefa é caracterizar o Chile, impõe-se o cliché: terra de contrastes. Centremo-nos em Santiago. É uma das poucas cidades do mundo que está entre pistas de ski, a 50 km de distância, e praias de sonho junto à costa, a não mais de 120 km. Praticamente de qualquer ponto da cidade é possível ver a majestosa cordilheira dos Andes, que lhe confere uma situação privilegiada. A colina de Santa Lúcia, no centro da cidade, é um importante marco histórico. Foi no seu sopé que o conquistador espanhol Pedro de Valdivia fundou a cidade, a 12 de Fevereiro de 1541, e a estruturou qual tabuleiro de damas, de acordo com a tradição espanhola de disposição de ruas.

Santiago do Chile - Plaza de Armas de SantiagoA capital chilena é uma das cidades mais modernas da América do Sul, a Plaza de Armas funciona como o coração histórico da capital. É um excelente ponto de observação dos locais que a atravessam em várias direcções. Esta é dominada pela Catedral Metropolitana do século XVIII e habitada por turistas, pintores de retratos, engraxadores, artistas de rua e velhotes que matam o tempo a jogar xadrez. Outros edifícios imponentes ladeiam a praça: a central de Correios, o Museu Nacional de História e a sede da Câmara Municipal. A dois passos, encontram-se o Museu Chileno de Arte Pré-Colombiana, o Museu Arqueológico de Santiago e La Chascona, uma das casas de Pablo Neruda. O presidencial Palácio de Ia Moneda, situado a poucos quarteirões a sudeste da Plaza, foi o maior edifício construído pela coroa espanhola nas suas colónias, durante o século XVIII. Uma visita a Santiago não fica completa sem um passeio pelos bairros tradicionais com as suas mansões de final do século XIX. A cidade é ainda conhecida pelos múltiplos parques e zonas ajardinadas. O Parque Metropolitano, na colina de São Cristobal, inclui um jardim zoológico, duas piscinas, áreas de piquenique, restaurantes, e pode ser visitado de carro ou de teleférico. O parque O'Higgins, entre as várias atracções tem El Pueblito, que lembra um típico jardim das zonas rurais chilenas. A colina de Santa Lúcia, pelas razões históricas que atrás apontámos, bem como pela sua imensa beleza natural.

Santiago do Chile - Neve junto cordilheiraClima:
Em relação às temperaturas, variam ao longo do ano, passando de uma média de 20°C durante o mês de Janeiro, até uma média de 8°C nos meses de Junho e Julho. No verão, Santiago apresenta grandes variações de temperatura, atingindo com facilidade 30°C ou mais à tarde, e chegando a 12°C na madrugada. As noites são agradáveis. A maior temperatura já registada na cidade foi de 37°C. Já nos meses de Outono e Inverno, a temperatura cai radicalmente, situando-se entre os 9°C de dia e baixando para 0°C ou menos à noite, especialmente na madrugada. A menor temperatura já registada na cidade foi de -6,8 °C, em 1976. A temperatura média anual da cidade é de 13,7°C, sendo a quarta capital mais fria da América do Sul.(fonte Wikipédia)

 

Como Ir:
Na edreams (www.edreams.pt) pode encontrar um voo a partir de Lisboa. A ida faz-se pela TAP, via São Paulo, e o regresso pela Swiss Airlines, via Madrid. Os preços alteram consoante as datas de partida e chegada.  para ficar a par das melhores ofertas.