Roteiro da cidade de Lisboa

A cidade das sete colinas também conhecida como a cidade branca, graças à luminosidade que emana.

A luz, o ambiente e o clima proporcionam passeios maravilhosos ao longo de várias zonas da cidade. é uma beleza que se estende para lá dos monumentos, que se vive nas ruas, que se abraça com todos os sentidos.

A zona do Carmo

A zona do Carmo, vizinha do Chiado, tem alguns pontos fascinantes da história da cidade, como o Convento e a Igreja do Carmo, que mantém a elegância e a imponência. Aí poderá visitar as ruínas, mas também o Museu Arqueológico do Carmo, que inclui um espólio de peças pré-históricas, romanas, medievais, manuelinas, renascentistas e barrocas.
O Largo do Carmo é também um local emblemático da história nacional recente, tendo sido palco privilegiado da revolução dos cravos, em 25.de Abril de 1974.

 
Lisboa - electrico

Um passeio de Eléctrico pelos Bairros Típicos de Lisboa

O eléctrico é um dos mais famosos e típicos transportes de Lisboa. Viajar nele é entrar num imaginário presente, mas também tradicional. Pode passear até Alfama através dele, mas um passeio a pé pela encosta é também bastante atraente. Da Baixa para cima, encontrará ruas típicas, vielas e miradouros extraordinários. Mal começamos a subir, deparamo-nos com o mais popular dos santos portugueses, o Santo António, numa pequena estátua restaurada, numa igreja com o seu nome e no Museu Antoniano. Este santo popular é inspirador pela apologia ao amor.

 

O Elevador de Santa Justa

A ligação entre o Carmo e a Baixa é feita através de outro monumento fundamental da cidade, o irresistível Elevador de Santa Justa. No topo deparamo-nos com uma belíssima vista sobre a Baixa Pombalina. Não perca a oportunidade de descer ou subir por este elevador centenário, o único elevador vertical que presta um serviço público e que foi concebido por um discípulo de Gustave Eiffel, mantendo por isso um estilo arquitectónico peculiar.

 

Lisboa Elevador de santa justa

A Sé Catedral

Logo depois, encontramos a Sé Catedral (século XIII), um verdadeiro monumento, cuja imponência e austeridade fazem-nos realmente parar e entrar para sermos surpreendidos.

Os Miradouros

Continuando a subir, sem medo de nos cansarmos pois as descobertas mantém-nos bem despertos e desejosos de ver mais, encontraremos os miradouros de Santa Luzia e das Portas do Sol.

Castelo de São Jorge

Parta enfim para o Castelo de S.Jorge, onde a História da cidade começou. Este é um dos monumentos mais visitados na cidade, não só pela sua importância histórica e cultural, mas também pela magnífica vista que oferece sobre Lisboa.
Na Costa do Castelo, encontrará outros miradouros com ambientes especiais, especialmente o do Chapitô, um espaço único. Escola de Artes Circenses, bar, café, esplanada e restaurante, conjugados para criar um ambiente excepcional, diversificado, belo e amplo. Se foi no Castelo que tudo começou, a história encontra-se em toda a cidade. Com mil anos de história, Lisboa está repleta de monumentos de grande importância, que traduzem alguns dos momentos rnais fundamentais da história nacional. Capital de Império, Lisboa teve o seu expoente máximo de riqueza na época dos Descobrimentos, assegurando um património único de uma beleza rara.

Mosteiro dos Jerónimos

Como num dos ex-libris da cidade, o Mosteiro dos Jerónimos, mandado construir em 1501 por iniciativa do rei D.Manuel l e que só cem anos mais tarde viria a estar concluído. Implantado na grandiosa Praça do Império, o monumento integra elementos arquitectónicos e decorativos do gótico tardio e do renascimento, constituindo-se como um dos mais belos e grandiosos monumentos da capital. A estes elementos arquitectónicos juntaram-se motivos régios, religiosos, naturalistas e náuticos, fundando-se um edifício considerado a jóia do estilo manuelino, exclusivamente português. A excelência arquitectónica é evidente, tendo sido reconhecido como Património Cultural da Humanidade pela UNESCO. Hoje, nas alas do antigo mosteiro, estão instalados o Museu da Marinha, fundamental para conhecer um pouco da história náutica portuguesa, e o Museu de Arqueologia. A igreja do mosteiro, a Igreja de Santa Mana de Belém, é um templo magnífico de três naves sustentadas por elegantes pilares que se articulam com uma abóbada ogivada, bela e única. A luminosidade, pelos filtros que os vitrais fazem dos raios solares; é extraordinária, tendo um carácter quase irreal. Os túmulos de Vasco da Gama e do poeta épico Luís de Camões encontram-se aí.

Lisboa torre de belém

A Torre de Belém

Em Belém, junto ao rio, encontrará outro maravilhoso monumento do manuelino, classificado igualmente como Património Mundial pela UNESCO, a Torre de Belém. Concebida no século XVI por Francisco Arruda, a Torre de Belém é constituída por uma torre quadrangular com baluarte poligonal orientada para o eixo do rio Tejo. A decoração exterior abunda com fachadas que evidenciam influências árabes e venezianas nos balcões e varandins, contrastando com o interior, bastante mais austero na sua decoração. Os elementos orgânicos do estilo manuelino estão aqui amplamente representados, ostentando a Torre de Belém a primeira representação escultórica de um animal africano, neste caso um rinoceronte.

 

O Padrão dos Descobrimentos

Muito mais recente, mas invocando ainda a grandeza da época dos Descobrimentos, encontra-se em Belém o Padrão dos Descobrimentos. O monumento, de 1960, celebra o quinto centenário da morte do Infante D. Henrique, homenageando este impulsionador dos Descobrimentos mas também os navegadores portugueses mais fundamentais. Belém construiu, sem dúvida, a sua singularidade como símbolo da "idade de ouro" dos Descobrimentos.

O Centro Cultural de Belém

Mas a modernidade e animação cultural estão igualmente presentes no CCB - Centro Cultural de Belém. Para passear pelos jardins extensos e de perder de vista, para admirar o rio ou simplesmente para descontrair-se com um delicioso pastel de nata, Belém é fundamental.

Terminando no Parque das Nações

Na parte oriental de Lisboa, onde se realizou a Expo98, encontramos extenso complexo cultural, lúdico, residencial e empresarial, que se constitui como um pólo fundamental da vida da cidade e um exemplo da modernidade integrada. Para além dos jardins que se multiplicam ao longo do rio, encontramos infra-estruturas únicas, como o Pavilhão Atlântico, onde podemos assistir a inúmeros concertos musicais e importantes provas desportivas internacionais. Desde 2006, o Parque das Nações possui também um atractivo local de animação, o Casino Lisboa, Imprescindível é também o Oceanário de Lisboa, que deslumbra pequenos e graúdos pela diversidade da fauna. O Pavilhão do Conhecimento e a Torre Vasco da Gama são outras das atracções deste espaço único. Fantástico é passear pelo teleférico, em que, durante um quilómetro de percurso, se desfruta de fantásticas vistas e de uma emocionante viagem.

Textos e fotos

gentilmente cedidos pela Associação de Turismo de Lisboa.